Fotografia: Dicas para escolher o seu fotógrafo

Acredito que dentre todos os fornecedores envolvidos no casamento, o fotógrafo, sem dúvidas, é um dos que requer um cuidado especial. Afinal, as fotos representam a principal impressão da sua festa, já que as nossas lembranças do grande dia são completamente afetadas pela ”chuva de emoções” que sofremos nesse dia tão especial!

A escolha

No meu caso, foi exatamente assim: depois do espaço, o fotógrafo foi o primeiro profissional que decidi fechar, com mais de 1 ano e 5 meses de antecedência. É evidente que o blog ajudou bastante nesse ponto, já que a fotografia foi o item que tive mais contato nesses últimos anos, principalmente identificando o estilo de cada profissional e forma de captar os momentos e transmiti-los através das imagens e o que eu gostaria de ter  como recordação do meu casamento.

Assim, já tinha muito claro o estilo que gostaria as minhas fotos e não foi difícil convencer o noivo.Rs

Porém, vamos lá…como escolher um fotografo para fotografar o dia mais importante da sua vida? Definitivamente não é uma escolha fácil, principalmente quando tempos que ponderar onde vamos concentrar os custos de nosso casamento e qualidade técnica dos profissionais envolvidos no evento. Se não há limites para orçamento, acredito que essa escolha seja mais tranquila.

Por onde começar?

Como todos os fornecedores é bacana fazer um filtro através de sites, indicações de amigos e conhecidos.

É crucial ver fotos e tentar se identificar com elas – o fotógrafo geralmente traduz sua forma de captar os momentos na sequência de fotos da festa, a forma como é contada a história e se você gostaria que o seu dia fosse contato dessa forma.

Hoje, em várias cidades, temos fotógrafos que trabalham com diversos estilos estéticos e cada noiva possui uma identificação maior com um estilo ou outro.Acho que o primeiro passo, como já dito, é identificar o seu estilo.

Após esse momento, busque os profissionais que cumpram com a proposta pretendida, ademais, empatia é fundamental, já que o fotógrafo vai ficar com vocês durante todo o casamento e é preciso se sentir à vontade com ele.

É super importante confiar no profissional contratado, independentemente dos valores pagos, tanto faz se muita ou pouco. É realmente importante se identificar com o trabalho do profissional: não adianta buscar um estilo autoral com um fotógrafo que faz estilo clássico e apenas fotos posadas.

Por isso, antes e depois de fechar: converse com seu fotógrafo. Ainda que ele siga uma linha jornalística, explique que gostaria de alguns cliques tradicionais e exemplifique-os – fotos com alguns amigos queridos e família, por exemplo. É melhor definir um roteiro mínimo, ainda que você confie no trabalho do profissional.

E outro ponto super importante,alinhe tudo o que o fotógrafo precisa saber para sua cerimonialista, se possível, deixe esse ”roteiro” definido com. Assim, ninguém que você sonhou que estivesse no seu álbum, ficará de fora.

Dia x noite: Luz é tudo na fotografia, como o próprio nome diz.

Particularmente falando, acredito que em termos de estética na fotografia, nada bate os casamentos diurnos. Tanto é que exclusivamente por esse motivo, cogitei casar de dia. A luminosidade favorece muito as fotos, criando uma atmosfera linda e charmosa, por isso os casamentos americanos fazem tanto sucesso nos blogs, as fotos ficam realmente um máximo.

Porém, no meu caso, amo festa de casamento e acho que a animação noturna é completamente diferente e optei pela festa, ao invés da foto, por assim dizer…

É claro que o dia também tem suas dificuldades e desafios, os fotógrafos precisam ajustar a luz, os filtros e aberturas da câmera para conseguir um resultado realmente bom, porém, eu acho que em termos estéticos, fica muito mais bonito!

Mal posso esperar pelo meu dia… 🙂

Beijocas

Mariana Rabelo